quinta-feira, 21 de março de 2013

ROMÁRIO: UM CAMPEÃO A SERVIÇO DO POVO

O ex-jogador do Fluminense, Romário, ao lado de Eduardo Coelho, lendo os dois livros sobre a história do futebol tricolor



Estive no último sábado, dia 16/03, com o “ROMÁRIO”. Sim, o Romário de Souza Farias, o “Baixinho”, o tetracampeão mundial de futebol em 1994. Na ocasião, agradeci a ele por ter vestido a camisa do Fluminense. E também por ele ter marcado 48 gols com a camisa tricolor.
No inesquecível jogo Fluminense 5 x 0 Botafogo, em 2003, com três gols de Romário, eu estava lá. Saí do Maracanã extasiado. Foi um verdadeiro “show do Baixinho”. Inesquecível! Romário estava se despedindo nesse jogo, pois iria para o Catar. Ao final da partida a torcida tricolor entoava o grito: “FICA ROMÁRIO”.
Que o Romário é "o cara” e que está entre os maiores jogadores de futebol de todos os tempos, todo mundo já sabe. Eleito em 2010, com 146 mil votos para Deputado Federal pelo PSB (Partido Socialista Brasileiro), Romário vem surpreendendo muitos que duvidavam de sua capacidade. Ele tem se revelado um “excelente parlamentar”. Romário está entre “os 20 deputados mais atuantes de 2012”, segundo ranking da Revista Veja. Romário foi uma das vozes mais estridentes em relação a Ricardo Teixeira em seus últimos dias no comando da CBF (Confederação Brasileira de Futebol).
Romário está lutando arduamente pelos direitos das pessoas com deficiência e inclusão de jovens por meio do esporte. Neste dia 21 de março, Romário realiza ato pelo “Dia Internacional da Síndrome de Down”. O evento ocorre na Câmara dos Deputados. O Brasil tem hoje mais de 25 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência, o que significa 15% da população.








Romário é presenteado por Eduardo Coelho com dois livros de sua autoria sobre a história do futebol do Fluminense 


Romário é o presidente da Comissão de Turismo e Desporto da Câmara dos Deputados. Na condição de presidente da Comissão, ele solicitará audiência à ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, que recentemente apoiou a proposta para que o presidente da CBF, José Maria Marin, seja investigado sobre as suas possíveis relações com os órgãos de repressão da ditadura militar. José Maria Marin militou na Arena (Aliança Renovadora Nacional), o partido do governo durante a ditadura militar.
Romário declarou: “O Brasil não merece ter a frente do futebol uma pessoa suspeita de envolvimento, com tortura, assassinato e a supressão da democracia”.  Romário também levanta dúvidas sobre a destinação dos patrocínios que a CBF consegue como gestora da Seleção Brasileira.
Romário na quarta-feira, dia 20/03, pediu a prisão do presidente da CBF, José Maria Marin. Romário fez referência a um vídeo de autoria desconhecida, publicado no Blog do Juca Kfouri, que traz uma gravação supostamente de Marin dando a entender que tem conhecimento de negociatas. Segundo Romário, “a CBF está nas mãos de uma quadrilha”.
O deputado Romário faz com as palavras aquilo que fazia com os pés, é certeiro. Dá-lhe Romário! Um campeão a serviço do povo.



ROMÁRIO DEPUTADO FEDERAL: UM CAMPEÃO A SERVIÇO DO POVO
www.romario.org


9 comentários:

  1. Cons. Claudio Ramos22 de março de 2013 08:39

    Este queimou minha língua. Está fazendo um trabalho ESPETACULAR como deputado, tomara que consiga realizar todos seus objetivos; o povo agradece !!!

    ResponderExcluir
  2. Prezado Eduardo

    O Romário é inteligente, soube se preparar, tem excelentes assessores, além de não ter esquecido das origens...
    E isso hoje, é fundamental... E como galou o Claudio Ramos, o povo agradece.

    Bem que o Romário poderia se aprofundar um pouco mais no Fluminense... Porque por aqui ninguém responde nada... 64 perguntas ficaram sem respostas... Mas se ele não puder se meter com o Fluminense, pelo menos ele podia tentar saber o que passou no INSS na década de 90.

    Se ele entrar por esses caminhos, com certeza será "O CARA"!

    TRANSPARÊNCIA JÁ!
    Fora Jackson!

    Saudações TETRACOLORES

    Antonio Gonzalez

    PS.: A SEITA já começou a procurar entre os seus quadros quem será a indicação dela para ser o Diretor Executivo de CT, e o Gerente de CT.

    Sumiu brother?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Antonio Gonzalez,

      Sumiu? Impressão sua. Estou sempre por aqui. É que de vez em quando o trabalho aperta e não dá pra escrever muito.


      Saudações Tricolores,

      Eduardo Coelho

      Excluir
  3. PROFESSOR, CONCORDO COM O SR A RESPEITO DO ATUAL DEPUTADO ROMÁRIO, QUANTO AO EX JOGADOR ROMÁRIO, NÃO ME TRÁZ NENHUMA SAUDADE, APENAS MAIS UM FIGURÃO QUE PASSOU PELAS JARANJEIRAS, CRIOU PROBLEMAS, AGREDIU COM SEU COMPARSA O TAL DE ZÉ COLMÉIA COVARDEMENTE UM TORCEDOR EM PLENA SOCIAL DO ELITIZADO CLUBE, PORÉM RESPEITO TODAS AS OPINIÕES CONTRÁRIAS A MINHA, ISSO É O QUE ACHA DEIRÉE ROGÉRIO!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desirée,

      Em primeiro lugar, acho que você deveria assinar o seu nome corretamente.

      Mas vamos lá...


      O texto que escrevi – apesar de fazer uma pequena menção à carreira do baixinho no Flu – não pretende falar do jogador Romário. E sim do deputado federal. É uma homenagem que faço ao Romário por seu bom trabalho como parlamentar.

      “O TAL DE ZÉ COLMEIA” se chama “FERNANDO”. E é uma pessoa extremamente educada e gentil. “ELE NÃO É COMPARSA DO ROMÁRIO”. O “FERNANDO” é um “FISIOTERAPEUTA” que durante anos trabalhou com o Romário. Ele não é um vagabundo qualquer, não, para ser chamado de “COMPARSA”.

      O Fernando trabalhou com o Romário em vários clubes, como Flamengo, Vasco e Fluminense. Inclusive esteve com o Romário no período em que o craque esteve no Catar. O Fernando é um “AMIGO FRATERNO DO ROMÁRIO”. Mas imagino que você “escutou o galo cantar” não sei aonde e está repetindo por aí as besteiras que ouviu.

      “’O TAL DE ZÉ COLMÉIA’ NÃO AGREDIU COVARDEMENTE O TORCEDOR”. Você não conhece a história e está falando besteira. O Fernando estava “NO SEU LOCAL DE TRABALHO”, que era o Fluminense naquela época. “O TORCEDOR ESTAVA DENTRO DO CAMPO FAZENDO PROTESTO”. Até aí, tudo bem, o Fernando não estava nem aí pro cara e muito menos para o seu protesto. Mas num determinado momento, “o torcedor” começou a provocar e xingar o Fernando insistentemente. Começou a xingar a mãe dele e dizer que ele era isso e aquilo em relação ao Romário, tentando humilhá-lo.

      Aí merrrmão, paciência tem limite. E “o torcedor” foi muito pouco inteligente em xingá-lo. Observando-se que o Fernando é muito mais alto e forte do que ele. Será que “o torcedor” imaginou que o Fernando ficaria calado ouvindo o tempo todo o cara xingando ele? Paciência tem limite.

      Aí, o Fernando foi obrigado "a dar uma atenção ao torcedor” pra ele aprender a respeitar os outros. Simples. “NÃO TEM ESSA DE ‘AGREDIU COVARDEMENTE’ COISA NENHUMA”. “O torcedor” provocou e xingou o Fernando. Aí, é aquela velha história, “QUEM PLANTA COLHE”. Plantou paz, colheu paz. Não plantou paz...

      Só que as cenas que você e todos assistem daquele episódio são apenas as finais. De quando o Romário pula da arquibancada social em direção ao campo. E em seguida o Fernando. E nesta hora não rolou nada. Só teve corre-corre. Mas a imprensa filmou porque nesta hora estava o Romário presente, pois “o torcedor” começava a provocar ‘o baixinho’.

      Fazer um protesto é uma coisa válida, mas quando parte pro xingamento fica imprevisível. “O torcedor” na hora de xingar os outros deveria pensar que para toda “AÇÃO” (xingamento, provocação) existe uma “REAÇÃO” (meter a porrada no torcedor). E cá pra nós, qual é a grande culpa que tem um “FISIOTERAPEUTA” no rendimento de uma equipe de futebol???

      “SOCIAL DO ELITIZADO CLUBE???” Faz favor né, Desirée... O Fluminense já deixou de ser um clube elitizado faz muitos anos. No mínimo por volta de mais de 30 e poucos anos. Hoje em dia o Fluminense não é elite nem da...

      Você falando este tipo de besteira me lembra “O SEU AMADO PRESIDENTE PETER”. Quando o Fluminense era elitizado, com toda certeza, algumas pessoas proeminentes da atualidade, talvez, não passariam nos seus rigorosos e importantes critérios de seleção do passado.


      ST,

      Eduardo Coelho

      Excluir
    2. É PROFESSOR, O SR JÁ FOI MAIS DELICADO COMIGO, MAS CONTINUO ADMIRANDO SEU TRABALHO E ESSA COMUNICAÇÃO ENTRE O CLUBE E A TORCIDA, É MUITO IMPORTANTE PRA TODOS NÓS, LEMBRANDO QUE NO DIA CONFUSÃO EU ESTAVA LÁ, E VI TUDO DO COMEÇO AO FIM, E SEI QUE O ZÉ COLMÉIA, COMO ERA CONHECIDO, NÃO ERA VAGABUNDO, POSSO ATÉ NÃO ME EXPRESSADO BEM, MAS O FILME QUE EU VI AO VIVO, FOI REALMENTE DE TOTAL COVARDIA, POR MAIS QUE O TORCEDOR TENHA PROVOCADO, E SE NÃO FOSSE A INTERVENÇÃO DO SEGURANÇA MARCIO NÃO SEI COMO TERMINARIA A AGRESSÃO, QUE REPITO NA MINHA OPINIÃO FOI SIM COVARDE, É AQUELA VELHA HISTÓRIA AMIGO NÃO TEM DEFEITO, NO INIMIGO EU PONHO. DESCULPE SE NÃO ASSINEI MEU NOME DIREITO, E CONTINUAREI POSTANDO AQUI ENQUANTO O SR DEIXAR, POIS GOSTO MUITO DO SEU BLOG QUE É MUITO EFICAZ PARA O FLU, E DEMOCRACIA É ASSIM MESMO, HOJE ESTAMOS AQUI BOTANDO OS PINGOS NOS IS, AMANHÃ ESTAREMOS NO CLUBE TOMANDO UM CAFÉ. UM ABRAÇO DO SEU ADMIRADOR E LEITOR DESIRÉE ROGÉRIO!!!

      Excluir
  4. Paulo Júnior - Sócio e Conselheiro1 de abril de 2013 20:05

    Me lembro do 1º FLAXFLU após ao FLA X FLU histórico de 1995 .
    >
    o Flamengo ganhou o jogo por 1 a 0 com gol do Romário já no finalzinho do jogo e o gol que ele fez era aonde a nossa torcida estava , pois bem , o Romário ao invez de correr para a torcida do flamengo ele correu na direção da nossa torcida ( eu vi bem pois foi na minha direção, eu estava atrás do gol na altura da bandeira de corner) ele levantou a mão e fez o famoso sinal obsendo com o dedo pra gente, tipo, " aqui pra vocês ô".
    >
    No final do jogo um reporter foi perguntar para ele que sinal era aquele que ele tinha feito para a torcida do fluminense, e ele, covardemente disse que era o dedo de uma famosa campanha publicitária da brahma , a número 1.
    >
    Depois desse dia passei a odiar o Romário eternamente, e quando ele veio jogar no meu time eu detestei, quando ele fazia gol pelo meu time eu comemorava , claro, pois aquele mal educado e escroto estava vestindo a camisa do meu clube. O Romário jogou muita bola, é verdade, mas para mim ele nunca foi um ídolo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Paulo Júnior,

      Fica tranquilo. Estamos falando aqui do Romário deputado federal. Coloquei a lembrança do 5 x 0, pois considero aquele momento inesquecível. Não é toda hora que se vence um clássico de grande rivalidade por 5 x 0. E eu fui um dos que naquele dia gritou: "FICA ROMÁRIO!!!"

      Mas o papo aqui é sobre o Romário deputado federal. É inegável o excelente trabalho parlamentar que o 'baixinho' vem fazendo. O jogador de futebol passou. Agora temos uma outra pessoa. Romário mudou muito. E pra melhor! Amadureceu, após a morte de Seu Edevair e do nascimento de sua filha caçula.

      O que o Romário vem fazendo como parlamentar, muitos de nós esperavámos que alguns bons parlamentares experientes fizessem. Mas não fizeram. Aí, foi lá o 'deputado novato' e está começando a fazer. Não vamos julgar o deputado Romário pelo irreverente jogador que conhecemos no passado. As pessoas tem o direito de mudar.

      Romário tem sido elogiado por grandes jornalistas políticos de nosso país. Em pesquisa feita um pouco antes de começar a campanha política de 2012, Romário largava com 6% de intenções de voto para prefeito do Rio. O que é um número bem expressivo para um deputado em primeiro mandato. Mesmo tratando-se de um ex-jogador de futebol muito popular. Mas, dando mais uma prova que amadureceu, Romário acatou com tranquilidade a decisão de seu partido, o PSB, de apoiar o prefeito do Rio em sua reeleição. Se o Romário, hoje, ainda tivesse muitas daquelas características conhecidas que tinha como jogador, possivelmente tentaria tumultuar o PSB lançando candidato a prefeito do Rio em 2012. Mas não fez. O Romário continua trabalhando como parlamentar. E muito bem por sinal.


      Um abraço e saudações tricolores,

      Eduardo Coelho

      Excluir
  5. Desirée,

    Relaxa! Não fique nessa de carente sentimental. Não cometi indelicadeza alguma. Sobre a sua assinatura ‘é pilha’. Se você entrou nela, sinto muito.

    Não existiu agressão covarde alguma. O fato é que um cara foi provocar e xingar outra pessoa bem mais alta e forte do que ele. E teve que aguentar as consequências. Só isso. Creio que cada um deve saber com quem mexe. É simples. Muitas vezes alguém assiste a exibição de um filme do início ao fim, e não entende absolutamente nada. Pode ter sido o seu caso.

    Desirée, acho que ainda não deu pra você me conhecer bem. Comigo não rola essa coisa de “amigo não tem defeito”. Não acredito nisso. Amigo tem defeito sim, como todo mundo. Essa velha máxima ‘mafiosa’ de que “amigo não tem defeito”, não rola comigo. Meus amigos gostam de como eu penso.

    Mas neste caso que estamos falando, o “defeito” foi de quem saiu xingando alguém que era bem mais forte do que ele. É simples. Não tem mistério. Isso funciona desde muito tempo. Como eu disse, paciência tem limite. O cara não xingou? Xingar é algo amistoso? Creio que não. Então? Quem planta colhe! É simples. O cara xingou, cometeu uma AÇÃO. O outro cara ouviu o xingamento, e praticou uma REAÇÃO. O cara xinga, bastante, tranquilamente, depois leva uns petelecos e tu vem com “esse seu papo furado” de ‘agressão covarde’??? Fala sério! Xingou? Xingou falando da mãe do cara? Então tem que aturar a rebordosa.

    Xingar também é uma forma de se agredir alguém. Dependendo da situação uma agressão verbal pode ser pior que uma agressão física. E eu não conheço ninguém que não se defenda ao ser agredido. A única pessoa, até hoje, em toda a minha vida, que tomei conhecimento que foi pedir desculpas para alguém que lhe agrediu foi “O SEU QUERIDO PRESIDENTE PETER”.

    Se o tal torcedor que você insiste que foi agredido covardemente, estivesse calmamente assistindo o treino, ou fazendo o seu protesto “sem xingar quem estava trabalhando” ninguém mexeria com ele. Vou repetir pra você o que já disse, mas acho que está muito difícil de você entender. "O Fernando 'ESTAVA TRABALHANDO' e aí apareceu um cara que começou a xingá-lo. E o que é pior, começou a xingar a mãe do Fernando". Você queria que ele ficasse quieto feito “UM BABACA” enquanto estava sendo xingado???

    O Fernando apesar de extremamente educado e gentil, não leva o mínimo jeito para ser igual ao “SEU QUERIDO PRESIDENTE PETER”.



    Pra terminar Desirée...

    Não entra nessa de “continuarei postando aqui enquanto o sr. deixar”. Em primeiro lugar, sem esse papo de senhor. Até porque eu sou mais novo do que você. E aqui, no Blog “CIDADÃO FLUMINENSE”, não tem, nunca teve e nunca terá “CENSURA”. O endereço do blog tricolor “FAMOSO POR ROLAR CENSURA” não é o meu. Tenho capacidade de argumentação suficiente para debater democraticamente com qualquer um. Não preciso de subterfúgios medíocres e autoritários, nem aqui no Blog e nem em lugar algum.

    ST,

    Eduardo Coelho





    ResponderExcluir

OBRIGADO PELO COMENTÁRIO! SE QUISER PARTICIPAR DE NOSSOS EVENTOS, SORTEIOS E BOLETINS, BASTA ENVIAR UM EMAIL PARA A CONTA CIDADAOFLU@GMAIL.COM