domingo, 24 de julho de 2011

Argeu Affonso aos seus 80 anos

Paulo Cesar de Carvalho Studart



Há muito tempo, nos meus dezesseis, dezessete anos observava, de longe, dentro da minha timidez, um freqüentador contumaz do Fluminense e lhe admirava a maneira inteligente com que tratava os assuntos. Vislumbrei nele um futuro de liderança e respeito que o tempo se encarregaria de confirmar.

Passei um bom tempo longe do clube e ao retornar, vários anos após, pude resgatar amigos de infância e adolescência, fazer novas amizades e reatar convívios há muito interrompidos.

Uma dessas pessoas com quem tive o privilégio de, a partir do meu retorno, poder conviver foi exatamente aquele mesmo indivíduo, aí então jornalista famoso, a quem o tempo, certamente, aprimorara a argúcia, o espírito crítico, o humor fino e a prodigiosa memória.

Não vou falar muito a respeito do jornalista cuja brilhante carreira no Globo é reconhecida por todos, pela cultura geral e comportamento ético. Vivos fossem Ricardo Serran, Evandro Carlos de Andrade e o próprio Roberto Marinho que o cercaram em sua faina diária, certamente, comigo fariam coro a respeito das qualidades morais e culturais do grande jornalista que é Argeu Affonso. Todos os homens de imprensa que conheço têm em Argeu um exemplo de profissional correto, respeitado e admirado. Não vou falar também do trabalho cultural exercido pelo Argeu ao longo de sua carreira. Todos sabem que Argeu participa desde a sua criação, do Estandarte de Ouro da Globo e é, há 12 anos o seu Presidente de Honra.

Mas quero falar sim do Argeu Affonso, meu amigo, tricolor de cepa mais ilustre cujas provas de amor a esse clube datam de 1949 e têm se manifestado de maneira insofismável desde lá, em todos esse anos. Argeu tem tido importante participação nas gestões de, praticamente, todos os Presidentes desse clube e de uma maneira abnegada, desprovida de vaidades e sempre com a idéia básica de servir ao Fluminense e nunca dele se utilizar.

No Departamento Social colaborou com textos e suas revisões em todos os números do informativo, num total de 131 exemplares. Escreveu matérias cobrindo os mais variados eventos sociais e esportivos ou os elaborando em cerimônias comemorativas do Fluminense.

Argeu redige como ninguém. Lembro-me que antes de uma reunião do Departamento de Futebol, o vi, de uma penada só, escrever várias folhas de um texto que após ter sido por ele apresentado, eu, neófito da matéria, ofereci-me para digitá-lo em meu computador com a finalidade principal, confesso, de inteirar-me melhor do assunto. Pois bem, fiquei estarrecido de ter nas mãos um manuscrito de várias paginas de texto fluente, sem erros de qualquer espécie e sem correções, de estilo correto, preciso conciso e de clareza admirável. Foi nesse episódio que o conceito que nutria em relação ao Argeu se consolidou.

Argeu foi Diretor de Futebol profissional de 1999 a 2002 (total de 34 meses) tendo sido campeão brasileiro da série C, o que possibilitou ao Fluminense disputar a Copa João Havelange no ano seguinte (2000).

Foi Diretor de marketing de janeiro de 2008 a dezembro de 2010.

Foi Chefe da delegação de futebol de 37 jogos e de vários torneios espalhados pelo Brasil.

É um dos fundadores da Associação dos Amigos do Vale das Laranjeiras (Aaval).

Não vou falar mais do currículo de Argeu que está sendo avaliado e certamente o transformará de Benemérito a Grande Benemérito do Fluminense, título mais que merecido.

Argeu, Braz e eu lançamos os preceitos da Democracia Tricolor. Quem conhece os projetos da Democracia Tricolor terá ali um conjunto de pensamentos e ações capazes de resgatar o Fluminense dos nossos sonhos. Dos 23 preceitos básicos que norteiam a Democracia Tricolor posso garantir que 80% das idéias foram criadas por Argeu Affonso.

Mas em que pese o amor a esse clube nunca vi Argeu escamotear situações. Tivesse ele que criticar o fazia com argumentações inteligentes, coerentes e até veementes. Mas sempre teve como princípio criticar idéias e não pessoas. Com esse comportamento Argeu desenvolveu o respeito de todos. Ele é, no meu conceito, e de vários, um dos tricolores vivos mais queridos e respeitados desse clube.

Argeu Affonso conheceu muitos tricolores ilustres cujas histórias relata com muita propriedade. Quem participa de seu convívio, e disso eu tenho a sorte, tem em Argeu um depositário de informações e conhecimentos que ninguém como ele possui e que ele distribui altruisticamente a quem o cerca. Quem o escuta o faz de maneira respeitosa e confiante de estar ouvindo a coisa certa.

Argeu conta as histórias do Fluminense não por tê-las ouvido e sim por tê-las vivido.

Argeu é a memória viva do Fluminense e eu tenho a honra de ser seu amigo e admirador.

Nesses tempos difíceis por que passamos, Argeu, é o paradigma do verdadeiro tricolor.

Esperamos, todos nós, poder contar, por muitos e muitos anos, com o seu convívio.

Viva Argeu Affonso

2 comentários:

  1. Conselheiro Claudio Ramos24 de julho de 2011 08:19

    Este "ícone" merece todas as homenagens !!!
    SAUDAÇÕES TRICOLORES !!!

    ResponderExcluir
  2. FALAR DE ARGEU AFONSO, É IMPOSSÍVEL NÃO ASSOCIAR SEU NOME AO FLMINENSE F.C., E EU DESIRÉE ROGÉRO QUE RESPIRO ESSE CLUBE 25 HORAS POR DIA, 8 DIAS DA SEMANA, SEMPRE QUE TENHO ALGUMA DÚVIDA, VOU AO MEU CONSULTOR, E ELE COM SABEDORIA, CONHECIMENTO E ACIMA DE TUDO COM MUITA PACIENCIA, ME ESCLARECE QUALQUER COISA RELATIVA AO NOSSO AMADO FLU, PORTANTO SE TIVÉSSEMOS OUTROS COMO ELE, ESSE CLUBE SERIA BEM MAIS ESTRUTURADO, RICO EM TODOS OS SENTIDOS,MAIS TRANSPARENTE, MAIS FUNCIONAL, E VOLTE A SER RECONHECIDO MUNDIALMENTE. AGORA PORÉM PORQUE O ARGEU NUNCA SE CANDIDATURA A PRESIDENCIA DO CLUBE, DESCULPE SE EU FALEI POUCO DE QUEM MERECE MUITO MAIS!!!

    ResponderExcluir

OBRIGADO PELO COMENTÁRIO! SE QUISER PARTICIPAR DE NOSSOS EVENTOS, SORTEIOS E BOLETINS, BASTA ENVIAR UM EMAIL PARA A CONTA CIDADAOFLU@GMAIL.COM