sexta-feira, 16 de abril de 2010

É melhor trocar a bola de cristal!

Na última segunda-feira, dia 12 de abril, foi realizada a eleição do Clube dos 13. E teve gente que disse que o presidente Horcades votaria em Kléber Leite.

“É MELHOR TROCAR A BOLA DE CRISTAL”!!!

Segundo o blog da Flusócio, “o maior grupo de oposição” do Fluminense, rumores vindos das Laranjeiras davam conta de que o presidente Roberto Horcades, trocaria de uma hora para outra o seu voto de Fábio Koff para Kléber Leite.

‘Fontes da Flusócio’ apuraram que o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, teria prometido a Horcades um lugar destaque na comitiva da CBF que vai para a Copa da África do Sul. Ou seja, garantiu um cargo de expressão dentro da delegação brasileira.
Por falar em ‘fontes’, o Blog “CIDADÃO FLUMINENSE” cometeu um erro ano passado com o grupo Flusócio, por causa de ‘fontes’. Na ocasião, o “CIDADÃO FLUMINENSE” fez uma “Retratação ao grupo Flusócio”, após receber sugestão de amigos pertencentes ao grupo, que recomendavam “atenção com as fontes”. E fica aqui, mais uma vez um pedido de desculpas ao grupo Flusócio por aquele equívoco.


O “CIDADÃO FLUMINENSE” seguiu a sugestão de alguns amigos Flusócios e passou a tomar atenção redobrada com suas ‘fontes’. Felizmente, apesar das várias análises construtivas (no sincero intuito de colaborar) feitas pelo “CIDADÃO FLUMINENSE” ao grupo Flusócio, este foi o único momento de certa tensão entre ambos. E que felizmente já foi contornado. E na condição de possuir vários amigos entre os integrantes do “maior grupo de oposição” do Fluminense, o “CIDADÃO FLUMINENSE” também recomenda “atenção com as fontes” do grupo Flusócio. Até porque, “Fontes de uns, aliados dos outros”.


Mas, voltando ás eleições do Clube dos 13, quando “a Flusócio vem a público repudiar que os interesses do Fluminense sejam colocados sempre em segundo plano quando negociados por Horcades” ou que “não vai admitir que interesses pessoais se sobreponham aos interesses do clube”, o “maior grupo de oposição” do Fluminense ‘enche a bola’ do Horcades mesmo que sem querer. Pois, como o prestigioso grupo oposicionista ‘apostava’ que o presidente Horcades votaria em Kléber Leite, colocando os interesses do Fluminense em segundo lugar e que seus interesses pessoais iriam sobrepor-se aos do Fluminense, o fato é que ele votou em Fábio Koff.


Com isso, “o maior grupo de oposição” do Fluminense permitiu que o presidente Horcades declarasse: “- Falou-se muita besteira sobre pressões da CBF, não houve nada disto. Votei no Fábio, integro sua chapa, mas minha relação com o Ricardo Teixeira continua sólida”. O gaúcho Fábio Koff derrotou Kléber Leite por 12 votos a 8. Seu novo mandato é válido até 2013.


Votaram em Fábio Koff: Atlético-MG, Atlético-PR, Bahia, Palmeiras, Flamengo, Fluminense, Grêmio, Guarani, Internacional, Portuguesa, São Paulo e Sport.


Votaram em Kléber Leite: Botafogo, Corinthians, Coritiba, Cruzeiro, Goiás, Santos, Vasco e Vitória.


E ainda teve gente achando que o presidente Horcades manteve o voto por pressão de alguém. De repente, me recordei de uma velha frase de Leonel Brizola que dizia: “O PT (Lula) é a esquerda que a direita quer”.


Saudações Tricolores



7 comentários:

  1. Deu no blog "Primeira mão"

    No último fim de semana, Marcio Braga pediu a Patrícia Amorim para apoiar Kleber Leite na eleição para a presidência do Clube dos 13 contra Fábio Koff. Isso porque nas contas dos aliados de Kleber Leite, a votação estaria empatada por 10 a 10 (e com a igualdade Koff venceria por ser o candidato mais velho, como prevê o estatuto). A mudança de posição do Flamengo daria a vitória ao ex-presidente rubro-negro. Mas Patrícia Amorim não aceitou trocar o voto e, diante disso, Bahia e Fluminense também resolveram deixar Kleber Leite e ir para o lado vencedor. No fim, Fábio Koff levou por 12 a 8.

    Levando em consideração a veracidade da informação, o Presidente Roberto Horcades iria votar sim em favor de Kleber Leite, como Patrícia Amorim não aceitou trocar o voto, decidiu optar pelo lado vencedor. Fácil demais, ou seja: se não pode com ele, junte-se a ele. É a saída do leão da montanha, saiu por cima e ficou bem na fita.

    ResponderExcluir
  2. Ricardo Garcez Dória17 de abril de 2010 22:02

    Prezado amigo Eduardo, fiquei feliz com a derrota do Kléber Leite.
    Mas vamos tratar do nosso FLU! Você, como profundo conhecedor e frequentador do nosso querido e combalido clube. Conhece o Dr. Antônio Carlos de Moraes? Fui convidado a aderir a este nome para as próximas eleições.
    Quem é? E como pensa o Dr. Antõnio Carlos?
    Me desculpe a ignorância. Mas minha intenção é não mais errar, como venho fazendo nas últimas eleições. S T SEMPRE!

    ResponderExcluir
  3. Prezado Ricardo Garcez Dória,

    No último dia 10 de março, publiquei aqui neste blog um texto intitulado "Um candidato inatacável". E neste texto escrevo algumas informações sobre a vida de Antonio Carlos de Moraes. Depois dê uma conferida.

    Sobre o que pensa Antonio Carlos de Moraes, posso contribuir apenas lhe informando que, neste ano de 2010, tivemos algums conversas sobre um assunto que temos certa convergência: a representatividade do Conselho Deliberativo.

    É inconcebível que, as "Chapas" para o Conselho não tenham a representatividade de acordo com o mesmo número de votos que tiveram para presidente.

    Por exemplo: Na eleição de 2007, a candidatura de Paulo Mozart teve 215 votos e nenhum representante eleito para o Conselho. A de Peter teve 631 votos e só 15 Conselheiros. O presidente Horcades teve 901 votos e ficou com os 135 Conselheiros restantes, entre os eleitos. Neste caso específico, acredito que tanto a candidatura de Paulo Mozart e Peter Siemsen deveriam ter uma representatividade maior do que a que tiveram de direito.

    Desta forma, os Conselheiros, na prática (de acordo com a 'cultura política' do Fluminense dos últimos anos) acabam apenas 'ratificando as ações administrativas' do presidente. Perderam totalmente, suas especificidades fiscalizadoras, propositivas e questionadoras.

    Chegeui a conversar com Antonio Carlos sobre o assunto e ficamos de marcar algumas conversas com outras pessoas sobre o tema. Mas, logo depois seu nome surgiu como candidato e não tivemos mais oportunidade de conversar sobre o assunto.

    Saudações Tricolores,

    EDUARDO COELHO

    ResponderExcluir
  4. Eduardo,

    fico satisfeito em perceber mais um Sócio preocupado em "não mais errar, como venho fazendo nas ultimas eleições" conforme escrito pelo Ricardo Dória. Este sadio comportamento nos dá esperanças de que os Sócios do Flu estejam acordando e percebendo que não podemos mais ficar votando em Grupos Políticos por amizade ou até por mero conhecimento pessoal, devemos sim, cobrar propostas concretas e discutirmos sobre idéias que possam nos levar ao que acredito todos devam querer, um Fluminense Grande, e Respeitado como sempre foi. FORTE É O SÓCIO, é ele que deve estar sempre sendo respeitado como tal e se fazendo presente neste momento delicado que passamos. Parabéns Ricardo, esteja alerta, é disto que precisamos.
    Quanto à opinião compartilhada entre Voce e o Antonio Carlos,esta deveria ter sido por ele encampada quando da alteração estatutária e não somente agora para render assunto.Penso, que se tivermos uma Diretoria séria e realmente preocupada com o Clube, esta deverá certamente buscar aconselhamento no CD solicitando suas deliberações importantes em vez de desprestigia-lo.Analiso, que mesmo tendo a participação com a qual concordo no CD, a oposição apenas teria um maior número de oradores inscritos, sendo que um assunto pode ser encerrado quando 4 Conselheiros já o tenham abordado, não alterando qualquer das deliberações certas ou erradas, tomadas. Coforme já conversamos em algumas ocasiões não está fácil a leitura política do momento,quando só agora o Julio Bueno assumiu ser o candidato apoiado pelo Horcades (que não se pronunciou ainda, certo ?) e o "Maior Grupo de Oposição do Fluminense " como voce o chama, apoia quem ? é apoiado por quem ? ......
    Vamos continuar tentando decifrar este quadro e discuti-lo pois sei o quanto gosta de política mas acredite, sem AMOR não há salvação, entre nesta POR AMOR AO FLUMINENSE - Mauro Carneiro Presidente.
    Saudações Tricolores

    Claudio Bruno

    ResponderExcluir
  5. Prezado Claudio Bruno,

    É um prazer tê-lo aqui debatendo conosco neste espaço livre e democrático. Mas, só gostaria de esclarecer uma questão. Não fui eu que criei a denominação de, "maior grupo de oposição" para o grupo Flusócio.

    São os próprios integrantes do valoroso grupo que orgulhosamente gostam de se intitular como "o maior grupo de oposição.

    Por questão de fidalguia e educação trato o grupo como eles próprios se intitulam. Só isto!

    Saudações Tricolores,

    EDUARDO COELHO

    ResponderExcluir
  6. Eduardo,

    claro que conheço sua fidalguia e a origem do título, também sabia, aliás voce me contou a respeito, gostaria de saber, isto sim, que oposição é esta do respectivo candidato ? até quando iremos aturar a interfêrencia escandalosa do patrocinador ?
    S.T.

    Claudio Bruno

    ResponderExcluir
  7. Prezado Claudio Bruno,

    A oposição do respectivo candidato é uma 'oposição moderna'. Dentro das concepções de uma 'oposição moderna' o respectivo candidato indica pessoas, como Ricardo Tenório e Mário Bittencourt, para atual administração.

    Precisamos nos atualizar, diante das novas concepções de como ser 'oposição'.

    Realmente, a interferência do patrocinador é escandalosa e não condiz com as tradições do nosso Clube.

    Saudações Tricolores,

    EDUARDO COELHO

    ResponderExcluir

OBRIGADO PELO COMENTÁRIO! SE QUISER PARTICIPAR DE NOSSOS EVENTOS, SORTEIOS E BOLETINS, BASTA ENVIAR UM EMAIL PARA A CONTA CIDADAOFLU@GMAIL.COM