segunda-feira, 22 de junho de 2009

Cidadania Sempre!

Quem nos conhece, sabe muito bem que, "não somos de puxar saco" de ninguém. E este foi um dos motivos que nos levou a realizar nossa "Manifestação Pacífica e Cidadã" no dia de ontem. Até porque, estamos, única e exclusivamente "concentrados" no Fluminense Football Club e mais nada!

Mas, para nossa surpresa e incredulidade geral, quando estávamos para encerrar nossa manifestação, ocorreu um fato inusitado e um tanto quanto desagradável. Como é de nosso feitio, recebíamos todas as pessoas que se aproximavam de nosso "painel", com a máxima educação e gentileza. Entretanto, nem todas as pessoas agem da mesma forma. Num determinado momento, duas jovens me abordaram perguntando do que se tratava aquele "painel". De maneira solícita, expliquei-as que estávamos nos manifestando sobre a "vergonha dos ingressos" da Final da Libertadores-2008. Ao término de minha atenciosa explicação, uma delas disse: "- Tinha que ser com o Fluminense uma vergonha dessas! É por essas coisas, que eu não gosto do Fluminense"! E ainda continuou a esculhambar o Fluminense. Como estava na calçada da Rua Álvaro Chaves, um local público, fiquei calado. Mas para minha estupefação a jovem adentrou as dependências do Fluminense.

Aí, não me contive em minha indignação, me aproximei da portaria e perguntei-lhe: "Você esculhamba e sacaneia o Fluminense e vai entrar dentro do Fluminense"? E ela respondeu-me: "- É vou entrar nessa merda do Fluminense! Vai fazer o quê"? Foi quando uma senhora que acompanhava a jovem, falou: "- Isso tudo, só por que ela é Flamengo"? Aí, fiquei mais indignado e disse: "- Eu não perguntei e ela não disse que era Flamengo. Mas, então está explicado"!

Enquanto elas entravam no clube se encaminhando ao lado direito da porta de entrada, como quem segue na direção do Bar do Tênis, perguntei ao porteiros do clube se a jovem "rubro-negra" que acabara de esculhambar o Fluminense, era sócia do clube. E os porteiros disseram que "NÃO". Perguntei-lhes se ela havia pago para entrar no clube, e a resposta mais uma vez foi negativa. Então, perguntei, como esta jovem de "péssima educação" havia entrado no clube. E os porteiros disseram-me que ela era "convidada". Diante da resposta dos porteiros, e da atitude desrespeitosa da jovem "rubro-negra", decidi que não deixaria "passar em branco", mais este fato de desrespeito com o Fluminense.

Me dirigi ao Bar do Tênis, onde sabia que encontraria os "experientes" membros do Conselho Deliberativo, que com sua sabedoria e experiência, poderiam aconselhar-me o que fazer. Chegando lá, com alguns amigos que me acompanhavam em nossa "Manifestação Pacífica e Cidadã" relatei aos Conselheiros do Fluminense o que tinha ocorrido. Após o relato, eles decidiram convocar o Coordenador Administrativo do Fluminense, de plantão, srº Jodi Nagel, para que tomasse as providências cabíveis. O srº Jodi rapidamente chegou e foi tomar as providências necessárias. Ao seu retorno, contou-nos que, tinha localizado a jovem num churrasco que se realizava no "Mirante Tricolor". E tinha colocado a situação para a "sócia responsável" pelo churrasco e que esta teria pedido desculpas pelo ocorrido. Na sequência os "experientes" Conselheiros do Fluminense, perguntaram-me se sentia-me contemplado com as desculpas. E respondi a eles que, sinceramente, "NÃO".

Considerava que o mínimo que poderia ocorrer, seria uma "retratação" pessoalmente. Pois além do nosso querido Fluminense, eu também me considerava pessoalmente desrespeitado. Até porque, atendi a jovem de maneira gentil e educada. A única coisa que queria fazer, era aconselhar a jovem "rubro-negra" ou a "sócia responsável" pelo seu convite, que aprendesse a respeitar mais o Fluminense, pelo menos na sua porta de entrada e dentro de suas dependências. Até para garantir sua integridade física, numa próxima ocasião, pois caso ela encontrasse algum outro torcedor do Fluminense, mais exaltado do que eu, ela poderia correr sérios riscos com a sua segurança.

Então, eu e o srº Jodi nos encaminhamos para o "Mirante Tricolor" na busca do "diálogo". Durante o caminho, o srº Jodi percebeu que em momento algum, meu intuito era o de criar algum problema para a festa que se organizava no "Mirante Tricolor" e muito menos para o seu serviço de plantão. Ao chegarmos lá, o srº Jodi apresentou-me a "sócia responsável" pelo churrasco. E para mais uma desagradável surpresa, fui recebido de maneira descortês pela "sócia responsável" do churrasco. Sem que eu tivesse dito uma única palavra, fui tratado de forma grosseira pela senhora "sócia responsável pelo churrasco no "Mirante Tricolor".

Convencido pelo srº Jodi que não conseguiríamos um diálogo proveitoso, preparava-me para retirar-me do "Mirante Tricolor", quando um senhor participante do churrasco, disse: "- Esse cara é um maluco"! Diante de mais uma ofensa, resolvi voltar para cobrar "explicações". Aí, várias outras pessoas convidadas resolveram se aproximar. E tive que ouvir coisas do tipo: "Esse é um churrasco fechado que paguei pelo espaço e hora"! "Sou sócia do clube há tantos anos"! "Sou amigo do 'Fulano de Tal'! Só faltou-me ouvir aquela famosa frase em nosso país: "Você sabe com quem está falando"???

Mas, o cúmulo da deselegância foi quando a senhora "sócia responsável" pelo churrasco falou: "Então, você faça o que bem entender"! Olhando para o srº. Jodi com perplexidade geral, disse a ele: "- Você é testemunha que eu queria apenas dialogar"? E o srº. Jodi, concordando comigo aconselhou-me a fazer, caso quisesse, uma "relato por escrito" no "livro de ocorrências" do clube para que fosse entregue à Administração do Fluminense, durante o expediente de trabalho na semana que começa. E no papel de um bom "CIDADÃO FLUMINENSE", logicamente não me eximi desta tarefa. Cumpri meu "dever" e "direito" de defender o Fluminense Football Club.

Devemos agir desta forma "sempre" que alguém tente desrespeitar o Fluminense em suas dependências. E estarei acompanhando pessoalmente o "caso" de perto para "cobrar as providências" cabíveis à Administração do Fluminense. No intuito de zelar pela nossa instituição centenária, que merece o respeito de todos e ser "melhor frequentado", exerceremos nossa "Cidadania Sempre"!

Saudações Tricolores

5 comentários:

  1. Ufa, Eduardo, fico aliviado que o Cidadania Tricolor não tem nada a ver com o Obama.
    Voltemos pois ao FFC que vale mais que mil Obamas juntos: que coisa essa história, hein? É o retrato do Flu atual: bagunça, falta de profissionalismo, falta de tricolores, falta de moral. Essa cachorra deveria ter sido barrada na porta logo.
    Admirável sua persistência e amor ao Fluminense. 'Eduardo é gente que faz.'

    ResponderExcluir
  2. Eduardo, parabéns pela garra e iniciativa, é de pessoas como você que o nosso amado FLU precisa.
    ST
    Carlos Finkensieper

    ResponderExcluir
  3. TRICOLOR RJ, SEJA SÓCIO22 de junho de 2009 19:56

    PRECISAMOS "LIMPAR" O FLUMINENSE.

    ResponderExcluir
  4. Eduardo, tenho lido seu blog faz algum tempo e fico muito feliz com sua dedicação em favor do Fluminense, da divulgação de sua História, bem como da defesa da instituição.
    Quero lhe parebenizar pela atitude tomada neste caso específico. Se não respeitam o Fluminense nem DENTRO DO CLUBE, vão respeitar onde?
    ST.

    ResponderExcluir
  5. O Clube deveria advertir por escrito a socia (ir)responsavel. Tambem deveria fazer publicar nas dependencias sociais uma regra de conduta que evitasse tais extremos.
    A jovem e' uma mau educada que, entretanto, aborreceu o domingo de muita gente.
    Eduardo, parabens pelo blog!

    ResponderExcluir

OBRIGADO PELO COMENTÁRIO! SE QUISER PARTICIPAR DE NOSSOS EVENTOS, SORTEIOS E BOLETINS, BASTA ENVIAR UM EMAIL PARA A CONTA CIDADAOFLU@GMAIL.COM