sábado, 13 de junho de 2009

Vamos pra luta!!!

Nesta semana, o jornal "Extra" trouxe uma matéria descrevendo o projeto do presidente Roberto Horcades de construir quadras de tênis no gramado das Laranjeiras. Pra começar, o arquiteto responsável pelo projeto, Hamilton Case, com todo respeito, mas deve ser um "ignorante" na questão. Pois disse, que as estruturas preservadas pelo tombamento, não sofrerão qualquer interferência. Este senhor, não deve ter sido informado que "o gramado das Laranjeiras também está tombado".

E o presidente Horcades fala, em fazer o clube crescer. Mas, infelizmente, ele já teve tempo suficiente, desde janeiro de 2005, e mostrou-se extremamente "INCOMPETENTE" nesta tarefa. Então, não será ao "apagar das luzes" de uma administração "RIDÍCULA" e "MEDÍOCRE" que será feito isso. E quem disse que, destruir a história e o patrimônio do Fluminense "FOOTBALL" Club é fazer o clube crescer?

Por falar em tombamento, é sempre bom lembrarmos que o vereador Carlo Caiado (DEM) é autor do projeto de "destombamento" do Estádio das Laranjeiras e refere-se ao "primeiro estádio de futebol do Brasil" como um "elefante branco". Com certeza, essa pessoa que atualmente "está vereador" (amanhã, pode não estar mais) é um "inculto" e não conhece e não sabe dar valor a história centenária do Fluminense.

É bom lembrar também que, durante a permanência tricolor na capital da Argentina, para a partida Boca Juniors x Fluminense, pela Taça Libertadores da América, em 2008, o "nobre" vereador encontrava-se no mesmo hotel do Fluminense. Estranho, não??? Ou seria uma mera coincidência??? O que faria um parlamentar carioca em Buenos Aires, em plena quarta-feira, dia de plenário (trabalho) na Câmara de Vereadores??? Será que estava lá só pra torcer ou para "tramar algo"??? Será que estava lá por conta própria??? Depois alguns parlamentares "ficam tristinhos" quando a população chama-os de "VAGABUNDOS". Não me venham, com a tolice de dizer que ele é tricolor e tinha o direito de estar lá. Ele foi eleito para um cargo "muito importante", cheio de responsabilidades e "caso fosse um parlamentar sério", deveria estar na Câmara de Vereadores, legislando e votando projetos de interesse da cidade. Ele "É MUITO BEM REMUNERADO PARA ISSO"! E deve satisfações a opinião pública! E por falar em "OPINIÃO PÚBLICA", quem vocês imaginam que será o "BANDIDO" neste filme???

Mas, como tudo na vida tem o seu lado positivo, é bom sabermos que o presidente Roberto Horcades se movimenta "para destruir a história e o patrimônio do Fluminense". Pois, o "CIDADÃO FLUMINENSE" estará aguerrida e militantemente "NO LADO OPOSTO". E não como adversário! E é bom que a Diretoria "garganteadora" e "bem humorada" saiba que, entre seus críticos, não só existem "grupos da internet".

Estaremos na eterna trincheira da defesa pela preservação permanente do Estádio das Laranjeiras. Custe o que custar! "O CIDADÃO FLUMINENSE TEM COMO SUA PRINCIPAL BANDEIRA DE LUTA A DEFESA DO ESTÁDIO DAS LARANJEIRAS"! Rejeitamos de todas as formas, a infeliz tradição brasileira de passividade e pouco exercício de cidadania. Mostraremos o valor e a fibra do "CIDADÃO FLUMINENSE". Vamos pra luta!


"VIVA O ESTÁDIO DAS LARANJEIRAS - MONUMENTO NACIONAL"

"A ÚNICA LUTA QUE SE PERDE É A QUE SE ABANDONA"

Saudações Tricolores

4 comentários:

  1. FALTA COMPETÊNCIA DO PRESIDENTE!
    O Fluminense precisa de Gestão Empresarial ligada a estratégias competitivas cuja finalidade é agregar valor ao Clube.
    Saúde Financeira e Títulos em competições Nacionais e Internacionais.
    No entanto, As últimas notícias (clube tentando alugar um CT do Clube da Aeronáutica e jogador promissor nas mãos de empresário saindo de Xerém sem contrato) mostram uma administração equivocada que não tem planejamento para ser um clube independente. Isto é possível, falta competência do Presidente!

    Por favor, Eduardo este assunto merece ser discutido e cobrado!

    ResponderExcluir
  2. Rogério Pecegueiro.14 de junho de 2009 22:09

    E o nome do Fluminense e o do nosso falecido Telê Santana, usado de forma absurda e sem qualquer critério no falido projeto de CT profissional no morro do escolteiro, Xerém? Dinheiro que poderia ser usado para fins mais concretos, foi gasto inutilmente com reforma de um hotel pousada... e para que? Quem paga a conta de projetos mal elaborados?

    Rogério Pecegueiro
    super_flu100@hotmail.com

    ResponderExcluir
  3. Eduardo, pensando de maneira simplista: acho que o estádio deve ficar se podermos usá-lo. Se não pudermos usar como estádio próprio, qual a finalidade?? Pra mim, leigo total em história e administração de história, ou mais ainda como engenheiro, o Flu precisa de um estádio próprio de pequeno porte, digamos até 20 mil pessoas, para jogos de menor apelo. Ponto final. Se puder ser a atual Laranjeiras, ótimo. Se não, que se construa um que possa ser USADO!! Mas não ficar parado e abandonado.

    Qual o sentido de jogar no Maracanã pra 5, 8 10 ou 15 mil pessoas?? Ontem éramos 17 mil com uma grande torcida do Grêmio. Não seria mais legal assistir num estádio menor, com menor custo, e maior pressão da torcida sob o adversário e a renda toda pro clube??

    Quadras de tênis?? Claro, isso acho ridículo e sou totalmente contra. Seria o fim do Fluminense Football Club e o surgimento do Fluminense TENIS Club. Triste.

    Abs,

    João

    ResponderExcluir
  4. O Dr Horcades esta perdido , mas o que me preocupa é que no conselho tem muita gente que pensa igual. As quadras de tênis podem trazer conforto e talvez meia duzia de sócios , agora o estádio sendo bem aproveitado pode trazer milhares de sócios e pode ser um excelente ponto turístico para copa do mundo . No estádio das Laranjeiras foi disputado o primeiro campeonato sulamericano de seleções, portanto foi o primeiro palco do nosso escrete, isso ja é suficiente para ser motivo de orgulho para todos tricolores.

    ResponderExcluir

OBRIGADO PELO COMENTÁRIO! SE QUISER PARTICIPAR DE NOSSOS EVENTOS, SORTEIOS E BOLETINS, BASTA ENVIAR UM EMAIL PARA A CONTA CIDADAOFLU@GMAIL.COM