segunda-feira, 29 de junho de 2009

Uma semana de maquiagem

Qualquer pessoa que fosse boa observadora, que tivesse ido nesta segunda-feira, ao Fluminense, poderia constatar que algo está mudando para melhor. Calma, gente! Não se trata de querer elogiar a administração Horcades, apenas é a constatação daquela velha prática da política tradicional brasileira, permeada por algumas doses de populismo barato. Ou seja, o Fluminense está passando por uma "maquiagem" nesta semana.

Como no próximo domingo, dia 5 de julho, será realizada a "Olimpíada Tricolor", era mais do que esperado, conhecendo a atual administração do Fluminense, que uma "maquiagem" ocorresse em nosso clube. Mas, com ninguém é de ferro e como no bom e tradicional populismo brasileiro, contamos 5 faixas e 2 banners no interior do clube fazendo propaganda da "Olimpíada".

Nada contra a "Olimpíada Tricolor", só que é estranho que a Gestão Horcades iniciada em janeiro de 2005, só tenha se lembrado da "Olimpíada Tricolor" no penúltimo ano de seu segundo mandato, que naturalmente é um ano "pré-eleitoral". E num ano em que, cada vez mais crescem as críticas ao eu estilo "falastrão". E críticas que surgem de todos os lados e principalmente na imprensa. Dirão alguns: "- Quanta injustiça com nosso querido presidente Horcades! A Olimpíada Tricolor ficou anos sem ser realizada, ele retorna com esta tradição tricolor e ainda é criticado"?

A questão crucial não é o retorno da "Olimpíada", pois nunca deveria de ter sido interrompida. É por interrompermos com tradições como esta, que durante os anos 1990 o Fluminense foi parar no inferno. O problema é observarmos algumas maquiagens "só" por causa da Olimpíada Tricolor. Por exemplo: 1) a iluminação do busto do Drº. Arnaldo Guinle (Patrono do Fluminense) deve existir sempre; 2) a reativação e iluminação do chafariz que fica entre o busto do Drº Arnaldo Guinle e a pista de saída de automóveis do clube na direção da Rua Álvaro Chaves; 3) a reativação do chafariz (central) do jardim em frente a Administração (ao lado da Fluboutique); 4) a grama muito bem aparada do jardim em frente a Administração.

Mas, a pior "maquiagem" de todas é em relação as arquibancadas do Estádio das Laranjeiras (oficialmente denominado Estádio Manoel Schwartz). Quem adentra as arquibancadas sociais do Fluminense, pelo Bar do Fidélis, terá uma ótima impressão do lado oposto das arquibancadas. Mesmo à noite, percebe-se a mudança agradável. Sendo um pouco mais exigente, fui pessoalmente dar uma conferida nas arquibacadas que ficam ao lado do Palácio Guanabara. Para minha surpresa (será que fiquei surpreso mesmo?), o lado do degrau onde as pessoas sentam "não foi pintado", continua sujo. Só foi pintado, ou melhor, "jogaram um pouco de cal", no lado da arquibancada que provoca no outro lado do estádio (o lado da social), um "impacto visual" e uma sensação de limpeza e beleza.

O correto é que o Fluminense não precisasse organizar uma Olimpíada, para receber certos cuidados, ou melhor, uma "maquiagem". O correto é que o Fluminense fosse bem cuidado sempre, todos os dias, como cuidamos de nossa casa. Mas, quem frequenta o Fluminense diariamente sabe que as coisas não acontecem assim na atual administração. Dou como sugestão, já que estamos na época das "maquiagens" que limpem algumas manchas brancas no busto do Drº. Arnaldo Guinle ("Patrono do Fluminense"). E que tirem algumas "teias de aranha" que começam a crescer em sua estátua. Com toda certeza, a memória do Drº. Arnaldo Guinle, não merece tamanha comprovação de desleixo e descompromisso com o nosso querido Fluminense.

Saudações Tricolores

Um comentário:

  1. Rogério Pecegueiro30 de junho de 2009 13:52

    O abandono de uma filosofia vencedora de um Clube que marcou época pelo seu pioneirismo, não só no futebol, mas também em toda a história do desporto brasileiro e internacional, é a principal causa desse atual status quo que vive esta centenária instituição.
    Infelizmente, não será o retorno de um evento social dentro de um cenário improvisado que trará de volta aqueles tempos de Clube exemplo mundial de práticas esportivas.
    Só para lembrar, nos bons tempos em que a Olimpíada Tricolor eram feitas no estádio das Laranjeiras, o 1º estádio do Brasil era equipado com pista de atletismo, que sumiu juntamente com a parte da arquibancada popular demolida em 1961. Basta então perguntar: que tipo de desporto as crianças tricolores poderão praticar no campo, além do futebol?
    É triste ver, como sócio, que tal evento servirá apenas para mascarar um estado de abandono e improviso que o Fluminense vive como Clube Social, fora a falta de profissionalismo, principalmente voltado para o futebol.

    Rogério Pecegueiro
    Super_flu100@hotmail.com

    ResponderExcluir

OBRIGADO PELO COMENTÁRIO! SE QUISER PARTICIPAR DE NOSSOS EVENTOS, SORTEIOS E BOLETINS, BASTA ENVIAR UM EMAIL PARA A CONTA CIDADAOFLU@GMAIL.COM